A 2a classe do trem chinês

Data: 20 Abril, 2016

Categoria: Mochilão

Sejamos justos com as empresas de trem e os passageiros da China! Depois de passarmos pela experiência mais surreal e terrível no quesito transportes, viajando na 3a classe de um trem chinês entre Beijing e Xi’an (que você lê em detalhes aqui), tivemos uma boa experiência na 2a classe, fazendo o longo trajeto de 34 horas entre Xi’an, terra do Exército de Terracotta, e Nanning, ao sul da China e quase na fronteira com o Vietnã.

Já tínhamos certeza que não faríamos mais viagens na 3a classe assim que entramos no bizarro vagão da viagem para Xi’an, e os longos um dia e meio de viagem desse novo trecho só reforçaram isso! Investiríamos quase 4 vezes mais que o hard seat (393 yuan pra cada um, algo em torno de 200 reais) Iríamos de hard sleeper sim senhor! 🙂

Depois de muita pesquisa na web, sabíamos que havia duas opções de trem: um que saía às 19h08 e chegava em Nanning às 5h15 da manhã de 2 dias a frente, o que não é nunca uma boa opção para quem pretende se locomover a pé ou de transporte público entre a estação e o hostel; e outro que saía às 1h17 da manhã e chegava às 11h50… essa era nossa melhor alternativa, mesmo tendo que sair do hostel às 23h pra pegar o busão e ficar plantados na estação de trem por horas.

Com a ajuda dos funcionários do hostel em Xi’an, chegamos no guichê com um papelzinho em mãos com todas as informações necessárias pra comprarmos nossos bilhetes escritas em chinês, já que nenhum funcionário sabe falar inglês.

trem china2

Queríamos 2 tickets e, sabendo que a 2a classe no trem chinês é composta por compartimentos com beliches de 3 andares, nossa intenção era ter um ticket para a cama de baixo e outro para a cama do meio. Na hora da compra, na base da mímica (finalmente uma chinesa boa de mímica!!), a moça conseguiu explicar que não havia mais camas de baixo.. então lá fomos nós, ambos de cama do meio e rezando pra estarmos no mesmo compartimento!

Na entrada da estação, como em todos os lugares da Rússia e da China, os mochilões passaram pelo detector de metais e, pela 1a vez, fomos parados devido ao pequeno butijão de gás que o Will carregava como parte do equipamento de camping… Tivemos que deixar nosso precioso butijão para trás, assim como todas as pessoas que viajavam com mais de 2 isqueiros na bolsa.

Como macacos velhos de trem chinês (hahaha), sabíamos que os compartimentos de bagagem são super concorridos e não fazíamos ideia se o povo que paga pra ir de pé poderia se empilhar no vagão da 2a classe. Por isso, decidimos ficar em frente da entrada indicada para nosso trem desde às 23h45. 😀

Às 1h10, lá fomos nós. Confesso que eu sentia um medinho danado de entrar no vagão e encontrar a visão do inferno de novo… pessoas deitadas no chão, cigarro aceso… essas coisas… Mas não! Vagão silencioso, já meio cheio, pois o trem vinha de alguma outra cidade, pessoas dormindo… uma beleza!

Tivemos que fazer malabarismo pra colocar nossos mochilões nos compartimentos cheios, mesmo que apenas as camas de baixo estavam ocupadas no nosso compartimento, mas deu certo! Iríamos no mesmo compartimento, nos acomodamos nas caminhas honestas com um edredon e travesseiro (meio fedidinhos, ok..!) e capotamos!

Lá pelas 6h da manhã começou a barulheira típica dos chineses: falando alto, ouvindo música, rindo… mas estávamos equipados de nossos tapa-ouvidos e conseguimos descansar até às 8h30.

Ninguém cuspia no chão e nem fumava dentro do vagão! Somente nas divisórias de vagões, como em todos os trens. Ufa!! 🙂

Pra variar, éramos os únicos não-chineses do vagão (e acho que do trem inteiro) e os olhares curiosos eram insistentes. Cada movimento nosso era observado…. E como não há espaço pra ficar sentado na cama do meio do beliche, tínhamos que ficar sentados nuns banquinhos com mini-mesa no corredor em frente do compartimento. Então, já viu, né?! Só faltava pedirem autógrafo! Hahahaha

Diferente da 3a classe, nesse vagão havia letreiros que indicavam o horário e a próxima estação que o trem pararia, assim era fácil acompanhar a evolução da viagem. Porém, assim como na 3a classe e na maioria dos lugares da China, o banheiro era um buraco no chão… nada de privada. Huahuahahahah!

trem china1

Com o suprimento de comidinhas, a água quente do vagão pra fazer café e miojo, belas paisagens na janela e um vagão relativamente vazio, vimos o dia passar rápido atravessando a enorme China. Mais uma vez dormimos bem e, na manhã do dia seguinte, estávamos prontos pra desembarcar em Nanning!

Lição mais que aprendida e comprovada! A 2a classe dos trens na China é uma boa opção para as travessias longas e curtas. Nada de cair na tentação de viajar de hard seat, ok?! 😉

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Como chegar a Machu Picchu

Manual completo para viajar de navio de carga

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Como fazer a Trans Siberiana

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*