A incrível Natal

Data: 24 Janeiro, 2016

Categoria: Mochilão

Tenho que ser justo, um dos lugares que fui melhor recebido nessa vida foi na belíssima Natal, fiquei impressionado com a beleza das praias e gentileza do seu povo. Faltando alguns minutos para meu navio partir para alto-mar, quero relatar aqui minhas impressões sobre a cidade que passei os últimos 5 dias.

Primeiro, é fácil ser bem atendido em lugares onde você paga uma fortuna para ficar, mas não foi meu caso, se tem uma coisa que não suporto é ficar sendo bajulado por pessoas que estão sendo pagas para isso, por isso sempre vou escolher um local simples para ficar e dessa vez não foi diferente, fiquei hospedado em uma pousada à 2 quadras da rodoviária, um bairro mais simples de Natal.

Em nenhum momento por aqui me senti mal tratado, enganado ou roubado, muito pelo contrário, todas as pessoas que cruzei pelo caminho foram gentis e me deram as informações necessárias para eu seguir meu caminho. Andei muito a pé pela cidade e peguei vários ônibus municipais para ir conhecer praias, já que eu estava meio longe delas. Achei o preço das coisas bem acessíveis, onde em SP você paga hoje em dia uma garrafinha de água por 1 real e salgados por 2 ?? Nem o tradicional churrasquinho grego custa menos que 3 reais.

Vou indicar aqui a Pousada Novo Horizonte, da senhora Socorro. Um local simples, acolhedor, onde pude descansar tranquilamente após 54 horas de viagem para chegar aqui. Como eu costumo acordar cedo, 7 horas da manhã ficava proseando com ela enquanto era preparado meu café da manhã reforçado: Ovos, suco natural, pão na chapa, misto quente e frutas. Fiquei todos esses dias vivendo somente com o café da manhã que estava incluído na diária do quartinho que peguei. O único incoveniente para alguns pode ser o chuveiro frio, no meu quarto não tinha água quente.


Tive a oportunidade de ir conhecer o Forte dos Reis Magos, um local que só conhecia por fotos e sempre desejei ir, passei o ano novo sozinho em uma barraca de praia que durante 2 dias me tratou super bem. O próprio garçon ficava sentado lá comigo conversando enquanto eu bebia minha cervejinha de sempre. Minha ceia de ano novo foram 4 espetinhos que comprei na beira da praia e 3 litros de cerveja bem gelada.

100_2441

Cheguei ao porto de Natal para pegar o navio de carga umas 5 horas antes dele atracar, o guarda portuário após verificar minhas credenciais me deixou entrar e ficar no terminal de passageiros que estava vazio, cuidou da minha bagagem enquanto eu fui comer fora do porto e tudo isso sem eu precisar pedir, foi uma atitude de um cara gente fina que viu que se não me ajudasse eu ficaria 5 horas no sol de Natal, do lado de fora do porto.

Da hora que entrei em Natal até a hora de sair fiquei com uma impressão positiva e com toda certeza voltarei para cá, quem sabe até para morar. Parabéns ao povo Potiguar pela hospitalidade e principalmente pela bela cidade que tem. Eles sabem que Natal é linda e tem orgulho da cidade deles. Se você está planejando conhecer o Nordeste do Brasil, vá sem pensar 2 vezes para Natal.

Bom, agora estamos no frio da Holanda para trabalhar em uma fazenda, continue acompanhando que vem bastante coisa legal por aí.  😉

Um comentário

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Como fazer a Trans Siberiana

Manual completo para viajar de navio de carga

Como chegar a Machu Picchu

Um comentário
  1. Valdir Responder
    18 de Fevereiro de 2016

    Tive a oportunidade de conhecer Natal em junho de 2015, confesso que é agradável e com ótimo custo beneficio,
    passei três dias em João Pessoa e três dias em Natal, Para mim Natal é a melhor Cidade que já conheci, preço da comida, hospedagem o seu povo hospitaleiro e feliz, bem esta foi minha impressão !

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*