Camping com estrutura ou selvagem?

Data: 10 agosto, 2016

Categoria: Aventuras

Pra quem acompanha o blog há tempos, sabe que o Will, o maridão, é um aventureiro com muito mais experiência que eu. Já encarou mochilões com baixo orçamento pela América do Sul, já fez trilhas nas mais altas montanhas do Brasil, tem formação em sobrevivência na selva e é super experiente em campings selvagens, seja na praia ou nas montanhas.

camping6

Subindo o Pico da Bandeira num calor de lascar, em meados de 2012

Já eu, acumulo no currículo alguns mochilões pelo Brasil, Europa e EUA. Encaro facilmente os quartos coletivos de hostels baratinhos e já acampei muito no litoral de São Paulo e Rio de Janeiro, mas sempre com a estrutura mínima de camping: pontos de energia elétrica, banheiros, água encanada e até um chuveirinho quente. 

Nunca havia experimentado o camping selvagem, mas morria de vontade e curiosidade! Principalmente quando o Will voltava de cada aventura e compartilhava comigo as fotos, vídeos, histórias e sensações.

A cada noite dormida em campings, eu ficava ali imaginando como me sentiria dormindo naquela mesma barraca, porém sem vizinhos humanos ao redor, sem o banheiro a 200 metros da barraca, sem energia elétrica pra ajudar a se virar durante a noite. Intenso!

camping3

Então, logo depois de concluir a volta ao mundo e seguir de carro para conhecer as cidades do Caminho Velho da Estrada Real (entenda mais sobre esse roteiro nesse post), tive finalmente a oportunidade de experimentar o acampamento sem qualquer estrutura, no alto de uma montanha de Minas Gerais!

E, vou te falar: Não é pra qualquer um!! 🙂 É preciso uma carga extra de desprendimento e coragem, mas a sensação de acordar em meio à natureza exuberante e em harmonia com ela é das melhores! Para os apaixonados por experiências intensas, recomendo agarrar a próxima oportunidade e experimentar o camping selvagem, levando em conta os seguintes tópicos:

Conforto: são grandes as chances de ter uma noite menos confortável que em um camping estruturado. Afinal, normalmente nos locais que pagamos para acampar o chão é mais liso e preparado para receber as barracas. No camping selvagem, você terá que encontrar, no meio do mato, um lugar sem grandes raízes de árvores, pedras ou ondulações que prejudicam o sono.

Equipamento: os lugares ideais para realizar camping selvagem são isolados e, por isso, normalmente você terá que fazer uma boa trilha até chegar lá. Então, não dá pra levar todo aquele equipamento que é possível levar dentro do carro quando vamos para campings tradicionais. Esqueça o colchão de ar, o jogo de panelinhas, a mesinha, etc e tal. Concentre-se em levar apenas o essencial.

camping4

barraca, sacos de dormir, fogareiro e um banquinho… só!

Planejamento: você simplesmente não pode chegar no lugar do camping selvagem no período da noite. Afinal, é impossível montar equipamento no completo breu da noite sem iluminação elétrica. Planeje-se para chegar antes das 16h, para que tenha tempo hábil antes de começar a anoitecer… caso contrário, você terá que dormir ao relento. Hehehehe

Segurança: no quesito segurança, você tem que estar atento sempre! Porém, há uma diferença essencial entre os dois tipos de experiências: No camping estruturado, o ideal é que sua barraca e equipamentos estejam em um lugar de boa visibilidade, para inibir possíveis espertinhos que se aproximem de seu espaço. Já no camping selvagem, o caminho mais seguro é se camuflar! Procure um lugar pouco exposto e com acesso mais difícil, afinal é praticamente impossível que um mau caráter queira encarar uma trilha longa apenas para importunar um aventureiro.

E apesar do frio na barriga que senti ao estar no meio do nada apenas com nossa barraca, sacos de dormir e fogareiro, a experiência foi muito positiva, as sensações e visuais inesquecíveis! Acordar com o nascer do sol e acompanhar o barulho do vento, das plantas balançando e dos animais acordando… que lindo!

camping2

Por isso, recomendo que você experimente! Mas, antes disso, se informe e encontre amigos que tenham experiência e/ou que encarem essa aventura com você!

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Como morar em um trailer

Quanto custa morar em um barco

Itália e Croácia – Trechos de trem, ônibus e muitas dicas

Guloseimas para comer na fogueira

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*