Como economizar em Brisbane, Austrália

Data: 21 maio, 2017

Categoria: Mochilão

Já completei 3 semanas vivendo na Austrália! Ainda tenho muito o que conhecer, mas já vi muita coisa legal por aqui que faz a nossa ficha cair: “Caramba! Tô morando em uma cidade de primeiro mundo!!!” ❤

Em um lugar super desenvolvido como Brisbane, é possível economizar em muitos quesitos e desfrutar de facilidades da cidade que nos ajudam a ter um alto nível de qualidade de vida. Por isso decidi compartilhar com vocês alguns desses diferenciais.

Transporte público gratuito

Brisbane é toda cortada pelo rio Brisbane, por isso ela é chamada de “River City”.

Minha escola, a acomodação da escola e a minha futura nova casa são todas do “lado de cá” do rio, no bairro de Kangaroo Point. Para chegar na chamada “city” (o centro da cidade), tenho que atravessar o rio, e a melhor maneira é pegar um dos barcos que param em diversas estações ao longo do Rio.

Um desses barcos é o queridíssimo City Hooper, que é de graça! Ele passa de meia em meia hora e é pontualíssimo! Ele não pára em todas as estações como o City Cat, que é o barco pago, mas ele atende perfeitamente a necessidade de atravessar o rio.

Já ouvi falar que tem um ônibus que roda de graça por aqui também, mas ainda não precisei usar, e ainda não consegui pesquisar sobre ele. Mas em breve falarei por aqui sobre isso também.

Água da torneira potável

Sim! Se alguém aqui em Brisbane estiver comprando água mineral no supermercado, pode crer que é turista, recém-chegado ou algum enjoado… rs

É fato que o gosto não é igualzinho a nossa água filtrada no Brasil. No começo eu achava um gosto meio esquisito, mas agora já tô acostumando, e às vezes acho ela até um pouco adocicada, gostosinha.

Em qualquer estabelecimento por aqui, se você pedir água, você tomará a vontade e de graça! 😊

Prainha artificial

Ainda não tenho palavras para explicar o que é o South Bank. Lugar lindo! Ainda vou fazer um post específico sobre ele.

É uma prainha artificial, super limpa, linda, bem cuidada, com muitos restaurantes e coisas interessantes ao redor. Só vendo ao vivo pra saber qualéqueé. As fotos também não mostram a real.

E claro, de grátis! 😊 😊 😊

Auto atendimento no supermercado

Isso é muitoooo de primeiro mundo! No supermercado Coles, um dos mais conhecidos e frequentados por aqui, você tem a opção de passar no caixa normal ou no “auto-caixa”!

Você mesmo passa suas compras, pesa as frutas e vegetais, contabiliza tudo e paga! Sensacional!

Facilidades para ciclistas

Como eu adoro andar de bike, ando observando alguns detalhes interessantes para ciclistas por aqui.

Bike por aqui é definitivamente uma opção de transporte. Tem ciclovia na cidade toda. Você pode também entrar com a sua bike no City Hooper, por exemplo, para atravessar o rio e continuar seu caminho pela “River City”.

Não sei se tem em outros lugares, mas no South Bank, vi algumas estações de conserto de bike, com ferramentas e bomba pra encher o pneu. Tudo de graça!

Acredito que tenha em outros lugares da cidade também, mas por enquanto vi numa passagem subterrânea que costumo pegar quando tenho que atravessar o rio de City Hooper.

Um detalhe pequeno mas que faz bastante diferença: uma rampa ou uma canaletinha sempre que tem uma escada, para facilitar a subida ou a descida da magrela.

Cuidados que só uma cidade de primeiro mundo tem por você! <3

Enfim, em 3 semanas vi bastante, mas sinto que ainda vi muito pouco diante de tanta coisa legal e diferente que tem por aqui e ainda preciso conhecer e registrar.

Aos poucos vou contando pra vocês, mas eu já posso afirmar! Sim!! Estou morando no primeiro mundo!!! ❤ ❤ ❤

Renata Monteiro é paulistana, enfermeira especializada em Promoção da Saúde, apaixonada por viajar e possuidora de um bom currículo de lugares visitados no Brasil e no mundo. Irmã da Fefa Trindade, uma das fundadoras do blog Trabalhe seu Sonho, decidiu colocar um antigo sonho em prática e se mudar para a Austrália para um intercâmbio de – no mínimo – 7 meses, iniciado no fim de Abril de 2017. Você acompanha a saga dela aqui no blog!

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Manual completo para viajar de navio de carga

Como chegar a Machu Picchu

Como fazer a Trans Siberiana

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*