Como economizar na viagem para Orlando

Data: 27 Janeiro, 2017

Categoria: Mochilão

Quem me conhece ou acompanha o blog há algum tempo, sabe do meu fascínio por adrenalina e parques de diversões (especialmente as montanhas-russas dentro dos parques!).

Sou uma viajante experiente no assunto e muitas das minhas visitas a parques aconteceram em viagens solo. E, acreditem, ir a parques de diversões sozinha é também muito divertido!

Fazemos muitos amigos nas filas das atrações, conseguimos furar muitas filas devido ao benefício do Single Rider (muitos brinquedos possuem uma fila a parte para quem está sozinho e essa fila anda muito mais rápido!). Eu recomendo!

Entre os parques que já visitei, estão os dois da Disneyland Paris, o Six Flags Magic Mountain em Los Angeles e os parques de Orlando.

Com certeza, estar em Orlando é uma experiência e tanto pra quem quer ver um complexo de parques de alto padrão que funciona muito bem.

E a viagem para lá demanda uma boa dose de planejamento e organização, já que é preciso dedicar no mínimo 7 dias para conhecer as principais atrações da cidade.

Não dá pra fazer tudo correndo, não dá pra economizar em alguns itens (como os ingressos dos parques, por exemplo), mas a excelente notícia é que dá SIM pra fazer uma viagem para Orlando com baixo orçamento e mesmo assim curtir o melhor que há na cidade.

Aqui estão as dicas práticas e essenciais para gastar pouco em uma viagem a Orlando.

Transporte

As passagens aéreas são sempre um gasto alto no total do orçamento de uma viagem. E aqui a dica vale para Orlando, como para qualquer outro destino: Pesquisar incansavelmente!

Utilize pelo menos três sites de comparação de preços para encontrar opções de trechos que atendam às suas expectativas.

Nós usamos sempre o Kayak e já conseguimos comprar passagens com até 70% de desconto para ir de Bangkok (Tailândia) a Auckland (Nova Zelândia) pesquisando todos os dias durante uma semana.

O negócio é pesquisar muito, com antecedência e acompanhar as promoções.

Além disso, como Orlando é um destino bastante famoso, vale a pena pesquisar as passagens em sites de compra coletiva, como o Hotel Urbano e Groupon.

Leia atentamente as regras das promoções e se alguma servir para você, é possível conseguir descontos incríveis.

Ao chegar em Orlando, sua melhor pedida para se locomover por lá é alugar um carro. Você terá que investir cerca de 130 dólares por semana, o que não é um preço alto considerando a comodidade e praticidade que o carro proporciona.

pegamos a opção mais econômica e, mesmo assim, era um belo carrão! 🙂 (na foto, minha irmã!)

Em Orlando não adianta tentar economizar utilizando transporte público, como fizemos em grande parte da volta ao mundo de 2016 e na eurotrip de 2014.

Tampouco vale a pena depender de táxis, pois as distâncias entre hotéis, parques e outlets são grandes, naquelas highways enormes e o preço fica bem salgado.

Alguns hotéis oferecem serviços de traslado para os parques, porém você fica preso aos horários disponíveis e continuará dependendo de taxis para os demais passeios.

Hospedagem

A variedade de hotéis em Orlando é bem grande. Há desde os resorts que integram os complexos dos parques, hotéis luxuosos em torres enormes, até hotéis bem simples e baratos.

Aqui vale a regra de ouro! Pesquise muito, veja a avaliação de outros hóspedes, não confie em hotéis com preços muito baixos.

É bastante comum em Orlando casos de roubos dentro de quartos de hotéis. Eu e minha irmã fomos vítima de um furto no cofre de nosso quarto de hotel em 2012

Então, no quesito hospedagem nós recomendamos que você deixe a extrema economia de lado e opte por um hotel com preços intermediários e avaliações muito boas feitas por outros hóspedes.

Ingressos

Os ingressos dos parques serão um item também mais caro e inevitável no seu planejamento de viagem para Orlando. Porém, é possível economizar comprando antecipado e através do site dos parques.

A venda online oferece alguns combos muito interessantes, nos quais você paga o preço de dois ingressos e tem direito a entrar em 4 parques. Aproveite esses combos e compre seus ingressos antecipadamente. Isso gerará uma economia considerável.

Alimentação

Ficar o dia inteiro nos parques cansa pra caramba! E as opções de alimentação dentro dos parques são mais caras e pouco saudáveis.

Além disso, o café da manhã de hotéis mais simples é também uma tristeza: aquele café aguado típico dos EUA, cereal, alguns pães, manteiga e geleia. Dá pro gasto, mas não é nutritivo e nem dá vontade de comer um monte de coisa.

Então, a melhor solução é aproveitar a enorme variedade e preços baixos dos hipermercados tipo Wal Mart. É um passeio a parte visitar esses mercados e pirar nas tantas coisas diferentes (e em sua maioria, gordices) que podemos experimentar.

o parque Discovery Cove oferece um café da manhã bacana! aproveite!! 🙂

Faça uma boa compra de frutas, pães, queijos, yogurtes e garanta um reforço no café da manhã para evitar grandes refeições nos parques.

E a dica de ouro nesse quesito, é: escolha sempre um quarto com frigobar! Há diversas opções de quartos sem o eletrodoméstico, mas ele fará toda a diferença no seu dia a dia. Pague os cerca de 5 dólares a mais por dia e tenha um frigobar no quarto!

Compras

Sinto dizer, mas se você quer fazer uma viagem de baixo orçamento, terá que riscar esse item da lista!

Orlando também é famosa pelos outlets e mega shoppings paraísos das compras. As grandes marcas com preços bem mais acessíveis que no Brasil estão pra todos os lados.

É tentador sim, mas se a sua ideia é ir a Orlando para visitar os parques e está com pouca grana, deixe as compras para uma outra oportunidade. Elas existirão!

Viu só como é possível economizar na viagem para Orlando, sem deixar de curtir o que há de mais bacana por lá?!

E você? Tem alguma dica para complementar essa lista? Deixe seu comentário e nos ajude a compartilhar bom conteúdo sobre viagens low budget!

4 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Manual completo para viajar de navio de carga

Como chegar a Machu Picchu

Como fazer a Trans Siberiana

4 comentários
  1. 28 de Janeiro de 2017

    Que gata a sua irmã!!! Hehehehe!!! 😜😜
    Tenho mais dicas! 🙋🏻🙋🏻
    Vale a pena alugar casa no caso de viagens em grupos grandes ao invés de hotel.
    Ficando em casa, da pra economizar bastante também na alimentação! No Walmart tem comidinhas congeladas razoavelmente gostosas por 1 doleta!

    1. Fefa Trindade Responder
      30 de Janeiro de 2017

      Hahahaha bonita por demais! 🙂
      Excelente dica, Re! Obrigada! Você já ficou em casas lá em Orlando? Alugou pelo AirBnB?
      Comida congelada por 1 dólar é uma salvação e tanto! Mas se der pra revezar com umas opções mais saudáveis, melhor ainda! 😀

  2. Bruno Sic Responder
    28 de Janeiro de 2017

    Muito legal as dicas!
    Nos parques, recomendo levar aquele sanduichinho, umas frutas (q nem aquelas cenorinhas pequenas q sao demais) e uma garrafinha de agua na mochila!! Da uma tapeada na fome durante o dia e te segura pra fazer uma refeicao mais reforcada somente no inicio da noite
    😉

    1. Fefa Trindade Responder
      30 de Janeiro de 2017

      Boa, Bruno!! Obrigada pelo comentário! Eu honestamente não lembrava se podia ou não entrar nos parques com os lanchinhos… mas é uma saída excelente pra economizar e comer coisas mais saudáveis! 🙂

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*