Cuidado ao rebocar seu trailer

Data: 21 janeiro, 2017

Categoria: Trailers

Conduzir um carro que está puxando um trailer requer bastante atenção, principalmente na hora de manobrar, quase ninguém tem experiência em dirigir um veículo articulado e a melhor coisa que você pode fazer é treinar essas manobras em estacionamentos vazios, de modo que você não interfira com o tráfego nas suas primeiras experiências.

No entanto, o maior perigo mora em dirigir em linha reta e em alta velocidade. Outros fatores influenciam na estabilidade do trailer, o peso é um dos principais fatores. O peso extra pode transformar seu carro em um pêndulo e facilmente você pode perder o controle da situação.

Veja esse vídeo demonstrando como o carro se comporta quando uma força inesperada é aplicada ao trailer. Lembrando que no vídeo essa força é a mão empurrando o modelo em escala, mas na vida real pode ser uma rajada de vento, uma irregularidade na estrada ou simplesmente uma manobra de desvio.

Great demo by @uhaul today @CVSA Conference shows affect of weight distribution on trailer #weightforward #trailer. pic.twitter.com/veefMuWC4v

— OPCVC (@OPCVC) September 22, 2016

Há uma série de fatores que podem influenciar a gravidade do desvio: Posição do eixo do trailer em relação ao seu comprimento, o peso do carro comparado com a do trailer e sua carga e o mais importante, distribuição do peso.

Esse é um equilíbrio delicado onde o peso muito próximo do carro vai forçar o sistema de reboque, assim como a suspensão traseira do carro. Deixar o peso muito afastado pode influenciar na estabilidade e deixar o carro incontrolável.

Aproveite muito o seu trailer, só tome bastante cuidado com esses pontos de atenção e divirta-se com segurança.

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Transforme seu carro em um trailer

Quanto custa um trailer?

Como morar em um trailer

Motivação para morar em um Trailer

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*