Eslovênia e República Tcheca – Trechos de trem, ônibus e muitas dicas

Data: 2 Março, 2016

Categoria: Mochilão

Como contamos no post anterior, que você pode ler aqui, tomamos um belo susto quando tentamos ir da Croácia para a Hungria, pois a fronteira está fechada devido aos imigrantes. Então, mudamos os planos para seguirmos de Zagreb para Ljubljana, caital da Eslovênia, localizada a cerca de 2 horas e meia de trem da capital croata.

Eslovênia

Mais uma vez, a boa notícia: o trecho de trem não necessitava de reserva paga para quem tem o Eurail Pass e lá fomos nós para a plataforma indicada! O próximo trem para a capital da Eslovênia sairia em uma hora, então dava tempo de comer algo e aguardar na plataforma.

Porém, como o dia estava com a bruxa solta, o bendito do trem atrasou inesquecíveis e geladas 2 horas e meia para sair (ou 140 minutos, como mostra no quadro abaixo!). O frio estava de lascar na estação e não tinha muito para onde fugir… O negócio era esperar, tomar cappuccino para esquentar o corpo e ter paciência.

trem_lubliana

Quando finalmente chegou o trem, nos acomodamos na cabine da primeira classe com a calefação bem quentinha e relaxamos.

No meio do caminho, como era previsto, passamos mais uma vez pelo processo de imigração na froteira entre Croácia e Eslovênia e mais carimbos pra coleção do passaporte.

Um dos passeios imperdíveis para quem está na Eslovênia é conhecer os maravilhosos lagos das cidades de Bled e Bohinj, duas pequenas cidades presenteadas por paisagens naturais maravilhosas e bastante próximas de Ljubljana. (você pode ler mais sobre as maravilhas da Eslovênia nesse post)

A melhor opção é conhecer primeiro Bled e de lá, pegar um ônibus local para Bohinj. O ônibus sai da estação central de Ljubljana (no mesmo local onde é a estação de trem) de 1 em 1 hora de 2a feira à sábado e de 2 em 2 horas aos domingos. O percurso é de cerca de 1 hora e meia e você terá que investir 7 euros por pessoa (meio salgadinho se comparado com os preços médios na cidade).

Chegando a Bled, você descerá na estação central da pequena cidade e é de lá que sairão os ônibus para Bohinj (por mais cerca de 2 euros por pessoa e 10 minutos de percurso) e os que retornam à Ljubljana. Gostamos tanto de Bled e ficamos diversas horas curtindo os visuais por lá que decidimos não ir para Bohinj.

Na volta para Ljubljana, mais 7 euros por pessoa, mas dessa vez optamos por ir em uma van turística que ir direto para a cidade, sem parar nos pontos de ônibus no caminho. Sai o mesmo preço, mas é mais rápido! 😉

Chegando a hora de partir da Eslovênia, nossa próxima parada era em Praga, a tão falada e elogiada capital da República Tcheca!

Aí você pode nos perguntar: mas o mais lógico não seria parar na Áustria, que está no meio do caminho entre esses dois países, e depois seguir para a República Tcheca? Sim, seria!! Mas em uma viagem como a nossa, é preciso abrir mão de alguns passeios e alguns países para que a viagem fique dentro do orçamento e dentro do cronograma.

Por isso, infelizmente dessa vez não vamos conhecer as lindíssimas cidades da Áustria… Viena e outras maravilhas vão ficar para a próxima trip! 🙂

República Tcheca

Depois de muitas pesquisas e simulações no aplicativo Rail Planner, que ajuda a traçar os melhores trechos entre as cidades digitadas, chegamos à conclusão que precisávamos trocar de trem duas vezes para chegar a Praga. E, mais uma vez, não seria necessário desembolsar nenhum centavo a mais por todos os trechos! Oba!!

Saímos do hostel em Ljubljana às 7h20 da manhã para começar nossa saga. A primeira parada foi em Maribor, ainda dentro da Eslovênia, após um percurso de 1h55 em um trem comum, sem nenhuma regalia, mas também com apenas 5 minutos de atraso… Ufa!!

O segundo percurso era entre Maribor e Viena, na Áustria (aaahh que vontade de esticar dois diazinhos lá… mas não não… vamos manter o foco!!) e teríamos apenas 10 minutos para fazer a conexão em Maribor! Com o atraso de 5 minutos do primeiro trem, só tínhamos 5 minutos para localizar nosso trem nas telas da estação e ir para a plataforma certa.

Dessa vez nossa torcida era para que tivesse um pequeno atraso no trem e, dito e feito! 25 minutos de atraso, que nos permitiram não só comprar uma água e um sanduíche, como curtir uma companhia fofíssima e inusitada: uma excursão de pequeninos visitando a estação de trem. Olha essa foto! 😀

trem_Praga

Seguimos, então, em uma viagem de 4 horas até Viena em um trem também relativamente comum, com cabines quentinhas e dessa vez com um serviço de bordo (mas tudo, tudo pago… droga! hahaha)

Chegamos a Viena já cansados de tanto viajar e lá teríamos 1 hora de espera para o próximo trem. A estação central na cidade austríaca é super bacana, cheia de restaurantes e lojas, além de wifi gratuito. Então essa uma hora passou voando!

Dentro da Áustria, já notamos como o padrão dos trens mudou… para melhor! O vagão da primeira classe era super estiloso, modelo convencional, ou seja sem as cabines e sim com fileiras de poltronas, bancos de couro, água, café e chá para os passageiros e serviço de bordo para outros comes e bebes pagos.

Naturalmente, aqueles dois mochileiros pé-de-chinelo (leia-se, eu e o Will. hahaha) destoavam dos executivos que viajavam com seus laptops e casacos finos e, por isso, lá veio a polícia austríaca pedir nossos passaportes e tickets. E vamo que vamo!

Com mais 4 horas de viagem em um trem super confortável, finalmente chegamos a Praga!! Camelamos até o nosso hostel e nos deparamos com a pior hospedagem de nossa trip até aqui. Mas isso é uma história que renderá um post próprio e fica para a próxima leitura, ok?! 😉

Próxima parada depois de Praga: Alemanha! Fique ligado que em breve o post com os itinerários alemães está no ar!

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Manual completo para viajar de navio de carga

Como fazer a Trans Siberiana

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Como chegar a Machu Picchu

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*