Guloseimas da volta ao mundo: o 5 e 5

Data: 4 agosto, 2016

Categoria: Mochilão

Durante a volta ao mundo, havia uma série de coisas que nós procurávamos em cada cidade visitada, como a cerveja local mais tradicional, o mercadão ou feira mais antiga e as comidinhas de rua interessantes e apetitosas.

Foi assim que pudemos experimentar coisas bem esquisitas, mas também delícias que não são servidas nos restaurantes bacanas da cidade e sim preparadas nas ruas. Nos esbaldamos em comidinhas salgadas e doces que não custavam mais de 4 dinheiros locais de diversos países… dá uma olhada nesse post inspirador sobre as comidas de rua na Europa.

Especialmente na Itália, é possível experimentar bastante coisa gostosa gastando relativamente pouco. Então, usamos muito a Internet pra achar itens gastronômicos imperdíveis e, em uma dessas pesquisas, descobrimos que em Livorno, uma cidade portuária bastante próxima de Florença, existia um tal de 5 e 5, sanduíche tradicional da cidade.

livorno2

Basicamente, o sanduba é composto por um pão quentinho tipo ciabata, mas bem macio, recheado com uma pasta consistente de grão de bico, que é a Torta di ceci.

Descrevendo assim, não parece muito atrativo, não é mesmo?! 🙂 Porém a torta de grão de bico é crocante por fora e macia por dentro, com tempero super gostoso e, somando a aquela crocância do pão, forma um sanduíche muito saboroso!

5 e 5 (em italiano cinque e cinque) é a comida mais tradicional e barata da cidade de Livorno e a origem de seu nome data do pós guerra, quando os dois ingredientes custavam 5 liras cada um, o pão e a torta di ceci. Então, a frase mais comum dos clientes era “quero 5 de torta e 5 de pão” que logo se tornou “quero 5 e 5”.

livorno6

É possível comprar o sanduíche dentro e nos arredores do Mercado Central da cidade, o Mercato delle Vettovaglie. Eles são preparados no forno a lenha e um sanduíche bem grande custa em média 2 euros. Se você quiser, também pode experimentar a Torta di ceci pura, que é vendida em triângulos como pedaços de pizza.

Como a história do sanduíche, sua descrição e o fato de ser barato nos interessaram, começamos a pesquisar a respeito de Livorno e descobrimos que a cidade poderia nos proporcionar boas horas de passeio.

A orla bem estruturada para caminhar e contemplar o mar, bairros cortados por canais que dão um visual muito charmoso, praças e igrejas pra visitar. Nada que faça dela uma cidade imperdível no seu roteiro, mas com o Eurail pass não pagamos nem um centavo para fazer a viagem de 1 hora e meia entre Florença e Livorno, em um trem confortável e tranquilo.

livorno3

Ao chegar na estação central da cidade, com facilidade nos comunicamos com os moradores locais para pegar um ônibus de linha que nos levasse até a orla da praia e de lá, andamos toda a extensão de mais de 4 quilômetros.

A praia é do tipo “praia asfaltada”. Ou seja, não rola uma areia e um espaço pra tomar um sol e entrar na água de boa. Ë somente calçadão e mar forte batendo na beira da calçada. Bonito de se ver, mas principalmente porque estava frio, caso contrário seria frustrante não poder dar um mergulho!

livorno4

A partir da orla, em uma caminhada de cerca de 7 minutos você está na região central da cidade e encontrará a iguaria para experimentar. Depois de nos deliciarmos com os nossos 5 e 5, voltamos para a estação de trem e logo estávamos de volta a Florença, já que os trens que fazem esse percurso saem de 1h30 em 1h30.

Se você ficou com muita água na boca, mas ainda não está com sua viagem marcada para a Itália, pode fazer sua própria Torta di ceci! Eu encontrei essa receita na web, mas não faço ideia se vai dar certo e ficar igual à deliciosa de Livorno, ok?! O pão de ciabatta você pode comprar na padaria ou substituir pelo pão que você tiver em casa. E bom apetite! 🙂

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Como fazer a Trans Siberiana

Manual completo para viajar de navio de carga

Como chegar a Machu Picchu

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*