Intercâmbio na Austrália – o que levar na mala

Data: 1 maio, 2017

Categoria: Sonhos

Como eu contei para vocês no post anterior, a partir de agora vou compartilhar, aqui no Trabalhe seu Sonho, a minha experiência de colocar um sonho em prática: fazer um intercâmbio e viver sozinha em outro país, mais precisamente na Austrália.

No post de hoje, as dicas estão focadas na organização das malas para embarcar nesse sonho!

Missão difícil para uma mulher que gosta de se arrumar e variar looks (que é o perfil de boa parte das mulheres!). Escolher o que levar num intercâmbio de 7 meses ou mais, passando pelo outono, inverno, primavera e possivelmente o verão.

Apesar de longas pesquisas sobre o clima em Brisbane, fiquei cheia de dúvidas, porque a sensação de frio e calor é muito subjetiva e pessoal… Enfim!

Primeiro escolha importante: a companhia aérea

Um dos lados positivos de ter escolhido ir pela Emirates, foi que esta é a única companhia aérea que permite 2 malas de 32kg cada. As demais, permitem 2 de 23Kg.

Olha eu ali, fazendo check in e a Fefa me esperando logo atrás!

Fiz e refiz as malas 379 vezes, e no fim, as duas malas somadas deram a bagatela de 59kg. Dizem as más línguas que você acaba usando menos de 40% de tudo que você traz. Isso vou contando pra vocês ao longo da minha experiência aqui! 😉

Roupas e acessórios – o que levar

Algumas pessoas me perguntam que tipo de roupa eu trouxe. Uma delas me disse que está se desfazendo do guarda-roupa inteiro, porque ouviu falar que aqui as pessoas só usam roupas básicas.

Eu digo que a gente tem que vestir o que a gente bem entender! O que faz a gente se sentir bem, independente do tipo de roupa que as demais usam! Eu trouxe roupas básicas, como leggings, jeans, blusinhas de algodão, tênis, chinelo e também mais legaizinhas, descoladas, como camisas, vestidos, lenços, acessórios, etc!

E vou me vestir conforme meu humor aqui! Rs! Simples assim, sem segredo!

Roupas e acessórios – o que não levar

A única coisa que não trouxe e que usava muito no Brasil, foi salto alto. Primeiro, porque ocupa muito espaço na mala, depois porque eu sabia que tinha que vir preparada pra caminhar muito. Se eu começar a sentir falta de me arrumar um pouco mais pra sair à noite, por exemplo, eu compro um aqui, que já vi que tem preços muito parecidos com os sapatos do Brasil.

Deixe para comprar na Austrália

Quanto aos acessórios e utensílios de mulherzinha, dá pra comprar tudoooo aqui! Maquiagem, produtos de higiene, pro cabelo, secador, chapinha, etc etc etc… Pesquisando, dá pra achar tudo com preços amigáveis. Minha colega de quarto comprou na Target um secador de cabelo por 18 doletas! 😉

Mas claro, para economizar um pouco no começo, acabei trazendo muitas coisinhas na mala, como shampoo, cremes, maquiagens do dia a dia, kit para arrumar as unhas, etc. Aos poucos vou conhecendo os produtos disponíveis aqui, e vou contando pra vocês o que vale a pena e o que é furada.

Compre no Brasil antes de ir

Meses antes da minha viagem, entrei num grupo de brasileiros em Brisbane no facebook. É um grupo muito bacana, para você já ir se sentindo em casa, mesmo antes de chegar aqui. (recomendo que você procure esses grupos e faça uma imersão nos tópicos discutidos!)

Uma das informações mais interessantes divulgadas lá são as vagas nos apartamentos compartilhados.

E também aparece muito por lá os recém-chegados na Austrália que trazem várias guloseimas para vender aos que tem saudade do gostinho de casa:

Pó de café, tapioca, farofa, paçoca, sonho de valsa, cachaça, etc etc etc…

Eu preferi não trazer nada para ter mais espaço na mala para as minhas coisinhas. Só trouxe uma blusa e remedinhos para 2 brasileiras que me pediram esta gentileza lá no grupo. É bacana fazer isso, pois aí você já faz amizade com pessoas que estão no país/cidade há mais tempo. Ontem mesmo entreguei a blusa para uma delas, e ela já deu várias dicas legais!

O que pode e o que não pode trazer? O que tenho que declarar?

Além do processo de visto ser chatinho aqui para a Austrália, o controle de bagagens não poderia ser diferente, não é mesmo? Então fique MUITO atento às regras da Imigração, para não passar um aperto com as suas bagagens ao chegar em terras australianas:

O que NÃO pode:

O que PODE trazer, mas deve ser DECLARADO:

Este item gera muitas dúvidas e confesso que até agora não entendi direito, rs! O que você declarar, pode ser taxado, confiscado, multado ou nenhuma das alternativas anteriores… rs!

Enfim, na dúvida, declare! Se for encontrado na sua bagagem produtos proibidos sem declarar, a multa é pesada! Cerca de $340 dólares que devem ser pagos no ato, além do nervoso e constrangimento!

No caso de armas ilegais, a multa pode chegar a “irrisórios” $ 425.000 e até 10 anos de cadeia! Não vale a pena, né?!

Eu preferi não trazer nadinha que pudesse gerar dúvida se deveria ser declarado ou não. Eu tinha um brinco de pena lindo, por exemplo, e não trouxe porque fiquei com medinho! Rs!

Na bagagem de mão

Pode trazer no máximo 1 litro de líquido separado em recipientes de 100 ml cada (100ml deve ser o tamanho total do recipiente e não o total de líquido dentro. Não pode trazer, por exemplo, metade de um vidro de 200ml). Esse limite não se aplica para medicamentos e produtos de bebê.

Limite de bebidas alcoólicas e tabaco:

Para portar bebidas alcoólicas e tabaco na bagagem, você deve ser maior de 18 anos.
No máximo até 2,250ml de álcool é permitido. No máximo até 50 cigarros (unidades e não maços) são permitidos ou 50 gramas de Tabaco.

Acima dessas quantidades, é preciso declarar, sendo sujeito a impostos ou descarte.

Duty Free

Produtos em geral como eletrônicos, souvenirs, roupas, jóias, relógios e produtos de esporte comprados no duty free tem o limite de $900.

Se você exceder o limite de qualquer item, o imposto será cobrado sobre tudo e não somente sobre o excesso. Você terá duas opções: descartar ou pagar o imposto.

Incoming Passenger Card

Todos os passageiros entrando na Austrália tem que preencher o Incoming Passenger Card.

O IPC será entregue no avião e eu recomendo que você preencha antes de desembarcar para economizar tempo, preencher com calma e tirar dúvidas com as comissárias de bordo, se for o caso.

Ele deve ser preenchido em inglês e você o entregará junto com o seu passaporte a um oficial do Customs and Border Protection, antes de pegar sua bagagem.

Clique nesse link para acessar o cartão traduzido para o Português. A dica de ouro para quem não manja muito de inglês é levar uma cópia desse traduzido, para saber o que deve e como declarar.

O segredo é não trazer nada que gere dúvidas. Siga as dicas e regras à risca e esqueça o jeitinho brasileiro! Você não quer chegar já fazendo coisa errada no seu novo lar, não é mesmo?! 😉

Boa viagem!

Escrito por: Renata Monteiro

Renata Monteiro é paulistana, enfermeira especializada em Promoção da Saúde, apaixonada por viajar e possuidora de um bom currículo de lugares visitados no Brasil e no mundo. Irmã da Fefa Trindade, uma das fundadoras do blog Trabalhe seu Sonho, decidiu colocar um antigo sonho em prática e se mudar para a Austrália para um intercâmbio de – no mínimo – 7 meses, iniciado no fim de Abril de 2017. Você acompanha a saga dela aqui no blog!

Um comentário

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Quanto custa morar em um barco

Guloseimas para comer na fogueira

Como morar em um trailer

Itália e Croácia – Trechos de trem, ônibus e muitas dicas

Um comentário
  1. Jonathan Carvalho Responder
    2 de outubro de 2017

    Muito bom, esta de parabéns adorei as dicas, estou na mesma situação que você, mas irei em Fev/2018. Boa Sorte para a gente 😉

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*