Lugares imperdíveis (e baratos) em Ouro Preto

Data: 29 agosto, 2016

Categoria: Mochilão

A primeira vez que fui a Ouro Preto tinha apenas 13 anos e estava em uma excursão do colégio pelas cidades históricas de Minas Gerais. Acompanhados pelos professores de história, geografia e educação artística, me lembro bem que o grupo de adolescentes curtiu o passeio, mas mal sabíamos aproveitar as tantas belezas dessas cidades.

Hoje contemplamos com muito mais profundidade as construções incríveis, a história por trás de cada canto, a natureza exuberante, a culinária deliciosa, o clima bacana, amigável e a bela estrutura turística das cidades que fazem parte da história do período colonial no Brasil.

estradareal3

Por isso, decidimos passar um mês percorrendo as cidades da Estrada Real, como São Thomé das Letras, Tiradentes, Ouro Preto, Congonhas, Cunha, Paraty. Nos hospedamos em campings e hostels super bacanas e curtimos incontáveis atrações gratuitas em cada cidade. Ou seja, esse roteiro é uma excelente opção pra quem busca visuais incríveis, turismo cultural e gastronômico.

Todas as cidades históricas são deliciosas e têm lugares lindos para visitarmos, mas Ouro Preto é especial.

Ouro Preto tem aquele clima de cidade universitária, jovens por todos os lados, artistas de rua nas praças, bares lotados. Tem aquelas construções tão típicas do período colonial e barroco, varandinhas e janelas com flores, igrejas brancas e amarelas, ruas de pedras e paralelepípedos, ladeiras infinitas. Tem cachoeiras maravilhosas, trilhas em montanhas que proporcionam visuais belíssimos e contato com a natureza.

ouropreto5

Ou seja, em Ouro Preto há atrações pra todos os gostos e bolsos! E os pontos mais famosos da cidade estão listados em todos os grandes sites e aplicativos de turismo. Há, porém, algumas dicas que são pouco citadas por aí, mas vão fazer você curtir mais plenamente a cidade! 😉

1. Não pode ter medo de ladeiras!

Quem vai pra Ouro Preto tem que estar preparado pra fazer exercício! A cidade é toda cortada por um sobe e desce infinito de ladeiras bastante íngremes e feitas de pedras um pouco escorregadias.

ouropreto1

O segredo é usar calçados confortáveis e que não derrapam, como os bons e velhos tênis. E, claro, não ter pressa pra curtir a cidade. Afinal, sair correndo nas ladeiras e escadas da cidade vai acabar com o seu fôlego rapidinho!

2. Desfrute os benefícios de estudante!

Como a cidade tem uma tradição universitária bastante forte, que data da época de Dom João VI e a criação da Escola de Minas em 1876, o benefício voltado aos estudantes é levado muito a sério! Não é apenas nos museus, atrações turísticas e culturais que os estudantes pagam mais barato pelos ingressos… até em restaurantes há preços especiais pra quem apresentar a carteirinha de estudante. Bacana, né?!

3. Aproveite os free walking tour!

Muitos estudantes de turismo oferecem free walking tour na cidade. Assim, ganham experiência na prática de guiar grupos e compartilham com os turistas seus conhecimentos sobre a cidade em troca de gorjetas. Essa é uma prática bastante comum em todo o mundo e super bacana!

ouropreto6

Basta comparecer às principais praças e pontos turísticos das cidades para encontrar os estudantes que trabalham como guias. Assim você ganha uma aula sobre os detalhes da história de Ouro Preto e ainda ajuda a desenvolver um profissional da área de Turismo.

4. Vá à casa do Aleijadinho

Em uma das ruazinhas de Ouro Preto fica a casa onde viveu a família de Aleijadinho. No andar de cima da casa, tudo é mantido como na época colonial e foi transformado em uma espécie de museu gratuito, onde podemos interagir com os objetos da casa. No andar de baixo, funciona uma loja de artesanato e da cachaça mais deliciosa e impressionante que já provamos: a Safra Barroca.

A visita valeria a pena mesmo se fosse paga, já que é um mergulho visual e sensorial na história do nosso país!

5. Visite o Parque Municipal Cachoeira das Andorinhas

Outra atração gratuita que passa batido por muita gente que visita Ouro Preto! O Parque das Andorinhas garante um passeio delicioso, já que é super bem estruturado, sinalizado e preparado pra receber desde famílias que querem fazer um pic-nic até turistas aventureiros em busca de trilhas emocionantes e cachoeiras.

ouropreto4

E a dica de ouro para os mais corajosos: assim que chegar ao parque, pergunte a algum funcionário como chegar até a Pedra do Jacaré. De lá, siga o barulho da água da cachoeira, siga o corrimão da trilha até ele acabar, faça a trilha por entre as pedras e encontre a cachoeira mais espetacular da sua vida!!

É preciso descer uma escada por entre as pedras e chegar a uma cachoeira dentro de uma caverna. Visual inesquecível, energia intensa, experiência maravilhosa!

a foto na escuridão da caverna não ajuda! :)

a foto na escuridão da caverna não ajuda! 🙂

…..

No mais, siga à risca os roteiros tradicionais! Visite as igrejas, a feira de artesanato em pedra sabão, as praças, lojinhas de doces, os restaurantes deliciosos, as degustações de pinga mineira.
Aproveite Minas Gerais! Boa viagem!

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Como chegar a Machu Picchu

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Manual completo para viajar de navio de carga

Como fazer a Trans Siberiana

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*