Mulheres aventureiras – Jornadas inspiradoras

Data: 29 julho, 2016

Categoria: Mochileiras

Quando sentir que está batendo aquele desânimo e você se pegar entrando no perigoso processo de pensar que seus sonhos e planos são quase impossíveis ou estão longe demais de se realizarem, pare tudo que está fazendo e procure conhecer alguma história inspiradora.

Normalmente, as histórias que envolvem realização de sonhos ou grandes conquistas possuem, por trás do feito conquistado, um contexto de pessoas passando por mudanças na vida, encarando obstáculos, vencendo traumas ou tabus. Ou seja, aquele que cumpre ali o papel de nos inspirar já passou justamente pelo processo de dúvidas e desânimo e o venceu.

cases_inspiradores

Eu sempre estou em busca de relatos de pessoas que superaram medos, tabus e outros tantos obstáculos para realizar viagens incríveis, longas jornadas e travessias épicas pelo mundo. Essas histórias e pessoas me lembram que tudo o que eu quero realizar está ao alcance do meu esforço, foco e vontade de fazer dar certo.

Mais inspirador ainda, para mim, é ver as conquistas feitas por mulheres aventureiras! Afinal, além de toda a lista de medos que qualquer ser humano pode ter, infelizmente nós mulheres ainda carregamos na mochila uma série de questionamentos, preconceitos e perigos resultantes do machismo.

Então, os feitos são ainda mais impressionantes, admiráveis e lindos de se conhecer! E eu faço questão de trazer aqui pro blog alguns desses relatos, pra que eu e você sempre lembremos que nós podemos tudo! 🙂

Assim como Cheryl Strayed nos mostrou ao realizar sozinha a trilha Pacific Crest, durante 3 meses e 4,2 mil quilômetros, atravessando os Estados Unidos desde a fronteira com o México, até a fronteira com o Canadá.

cheryl1

Cheryl não era uma aventureira experiente, não estava acostumada a fazer trilhas ou acampar, mas leu tudo o que podia a respeito da jornada que decidira fazer e justamente a inexperiência dela, somada a seu bom senso e à vontade de fazer dar certo, que tornam sua história tão interessante e passível de inspirar qualquer pessoa.

Afinal, se aquela moça inexperiente teve coragem de fazê-lo e, então, se informou, planejou e lutou para conquistar seu objetivo, por que nós não conseguiríamos?! 😉

E pra completar o cenário inspirador, o percurso realizado por Cheryl possui visuais tão incríveis que, certamente, levaram muitos viajantes a incluir a Pacific Crest Trail na lista de Desejos da vida!

A trilha atravessa os estados da Califórnia, Oregon e Washington, cruzando 25 florestas nacionais e 7 parques nacionais dos EUA…. É muito chão e inúmeras possibilidades de passar um aperto! Durante o percurso, a natureza pode ser, ao mesmo tempo, encantadora e cruel: enormes regiões desérticas, florestas de sequoias, altas cadeias montanhosas, muito calor e muito frio!

cheryl2

E Cheryl foi valente, seguiu adiante, encarou o deserto, encarou a barraca coberta de neve, muitos quilômetros de caminhada, mochila pesada. Aprendeu, sobreviveu e renasceu! Sua jornada de coragem e superação constantes virou filme e foi lindamente interpretada por Reese Witherspoon no longametragem “Livre”.

Agora… se você se inspirou e tem vontade de passar pelos mesmos cenários que Cheryl, mas não tem o pique ou não sente a necessidade de fazer a jornada inteira, anote aí alguns dos parques nacionais mais bacanas, com visuais mais incríveis da Trilha:

Reserva Nacional de Mojave – o Deserto de Mojave fica no estado da Califórnia, a 330 km de Los Angeles e vai te proporcionar visuais áridos e incríveis!

Parque Nacional Vulcânico Lassen – também na Califórnia, a região montanhosa possui picos com neve, lagos cristalinos, regiões com paisagens vulcânicas e árvores verdinhas que quase tocam o céu. Paisagens impressionantes!

califa2

Parque Nacional Lago Crater – localizado no sul de Oregon, o lago preenche de água uma cratera vulcânica com mais de 8 mil anos de idade e proporciona paisagens de tirar o fôlego.

Logo após assistir o filme Livre, a trilha Pacific Crest entrou na minha lista! E se o assunto é filmes com mulheres viajantes que nos inspiram, o próximo tema é sobre Elizabeth Gilbert e sua saga descrita em Comer, Rezar e Amar! 😉

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Guloseimas para comer na fogueira

Itália e Croácia – Trechos de trem, ônibus e muitas dicas

Quanto custa morar em um barco

Como morar em um trailer

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*