Mulheres mochileiras e suas vaidades

Data: 3 agosto, 2016

Categoria: Mochileiras

Existe aquele velho preconceito de que as mulheres aventureiras – que encaram longos mochilões, campings selvagens e perrengues – não são vaidosas e, gradativamente, se tornam 100% desencanadas com a aparência.

É claro que quando se está na estrada, fazendo um mochilão de longa duração e baixo (ou até médio) orçamento, não são muito amigáveis as condições e oportunidades para se manter totalmente em dia com tudo o que comumente incomoda as mulheres, como cabelos, sobrancelhas, unhas das mãos e dos pés, depilação, pele. O espaço para carregar produtos de higiene no mochilão é limitado, os banheiros compartilhados não propiciam privacidade, é difícil confiar em salões de beleza por aí.

Então, a gente acaba se adaptando à nova realidade e percebe que consegue priorizar os cuidados com nossa beleza e saúde, descartando e alterando hábitos que podem atrapalhar o dia a dia de uma mochileira.

unhas

As unhas, por exemplo, entraram no grupo dos hábitos que descartei. Como disse nesse post, percebi que mantê-las pintadas e sem cutícula como nessa foto era um processo que eu podia abandonar, já que tomaria tempo, custaria dinheiro e eu precisava usar as mãos com liberdade durante a trip, sem medo de estragar a pintura das unhas.

Já a depilação e as sobrancelhas são hábitos que envolvem vaidade, higiene e bem estar, Por isso, não abro mão! Então, o meu aparelho Satinelle e minha pinça me acompanharam durante toda a volta ao mundo e em toda oportunidade com banheiro privativo (inclusive no super frio russo), eu deixava tudo em dia pra ficar despreocupada! 🙂 😛

O cabelo foi um drama a parte na longa jornada por 19 países, 38 hostels e todo tipo de água saindo do chuveiro que lavava minha cabeleira. Sabe-se que o PH, a concentração de sais e outros elementos na água encanada e aquecida variam de acordo com o país em que estamos. Além disso, as variações de temperatura também fazem a pele do couro cabeludo sofrer.

necessaire gancho2

Então, mesmo usando shampoos, condicionadores e cremes de qualidade boa (e não ótima, porque são caros pra desperdiçarmos nos potinhos de viagem), meu cabelo e couro cabeludo ficaram super secos durante o frio da Europa, Rússia e Mongólia. O jeito foi desencanar e esperar o calor do sudeste asiático resolver o problema.

A pele é um item que devemos sempre cuidar com carinho, já que fica muito exposta às variações de temperatura, o sol durante muitas horas de caminhada ou praia, o vento congelante, a poluição.

Por isso, mesmo tendo que desencanar dos rituais que fazia quando vivia em São Paulo, de passar cremes e mais cremes para o rosto, corpo, pés e mãos, durante o mochilão e a vida nômade mantive o hábito de hidratar a pele e os lábios e passar protetor solar no rosto. Assim garanto o mínimo de proteção que a pele precisa.

mulheresmochileiras

A maquiagem é outro item que muita aventureira deixa completamente de lado, afinal o ritual ocupa tempo e espaço dentro da mochila. Eu cheguei em um meio termo e deixei de lado alguns itens que faziam parte do meu dia a dia, como o pó compacto, a sombra e o blush. Continuam viajando o mundo comigo o corretivo para olheiras, o lápis de olho preto (retrátil, caso contrário você precisará de um apontador), o rímel e um brilho para os lábios, além do hidratante para os lábios essencial no frio e nos desertos.

Já as bijuterias ocupam bastante espaço na bagagem de muitas mochileiras, mas eu praticamente reduzi minhas muitas caixas de pinduricalhos a 2 pares de brinco, 2 gargantilhas e 1 anel.

O brinco florido e o brinco bolinha preta

O brinco bolinha preta e o brinco florido

Há mulheres que não abandonam o secador de cabelos (eu nunca usei! hehehe), há quem tenha uma necessaire cheia de maquiagens e bijuterias, há quem use os serviços de manicure de todas as cidades visitadas, há quem desencane de tudo.

O importante, quando se está na estrada, é encontrar um equilíbrio! Não ocupar muito tempo da viagem ou espaço da bagagem com os cuidados pessoais, não estressar quando as condições dos banheiros não forem as melhores e definir quais são as prioridades que você não abre mão pra se sentir bonita e confortável durante sua aventura! 😉

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Como morar em um trailer

Guloseimas para comer na fogueira

Itália e Croácia – Trechos de trem, ônibus e muitas dicas

Quanto custa morar em um barco

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*