Novas regras de bagagem nos aviões

Data: 27 agosto, 2017

Categoria: Mochilão

As mudanças realizadas pela Anac ocorreram há pouco mais de 5 meses, mas ainda nos pegamos em dúvida sobre o que pode e o que não pode em relação às bagagens nos vôos nacionais e internacionais saindo do Brasil.

Para acabar com essas dúvidas, montamos esse post com um resumo de consulta rápida com as regras de cada Cia Aérea. É só consultar, arrumar a mala e partir! 🙂

Para relembrar: qual era a regra vigente?

Pela regra anterior, os passageiros tinham autorização para despachar, sem cobrança adicional:

Vôos nacionais: bagagens de até 23 quilos

Vôos internacionais: 2 volumes de 32 quilos cada um

Bagagem de mão: em ambos os casos, era permitido levar na cabine bagagem de mão de até 5 quilos

E o que mudou nas regras de bagagens?

Basicamente, com as mudanças aprovadas pela Anac, as cias aéreas estão autorizadas a cobrar uma taxa extra para que os passageiros despachem as bagagens.

A mudança permite que cada empresa crie suas próprias regras sobre o despacho de bagagens, dificultando a vida dos viajantes que precisam ficar ainda mais atentos.

Em compensação, a regra para a bagagem de mão foi alterada: passou de 5 quilos, para 10 quilos em todas as companhias.

Regras de bagagens por cia aérea

Para facilitar a vida, montamos esse resumão com as regras de bagagens definidas pelas companhias aéreas que operam vôos nacionais e internacionais no Brasil.

É importante lembrar que as empresas estrangeiras que voam no Brasil também possuem regras particulares e não as contemplamos aqui.

Então, caso a companhia que você vai usar não esteja na lista, deixe um comentário com a regra do seu vôo. Assim você ajuda outros viajantes! 😉

GOL

A GOL linhas aéreas não deu moleza e tarifou todas as bagagens despachadas, conforme regras detalhadas na imagem abaixo. A tarifa começa em R$ 30,00 e pode ficar bem mais salgadinha.

Latam

A Latam também tarifou todas as malas despachadas, conforme regras detalhadas na imagem abaixo. A tarifa, assim como na GOL, começa em R$ 30,00, mas possui desdobramentos diferentes, pois os preços também variam de acordo com o destino da viagem.

Azul

A Azul seguiu a linha dos concorrentes e tarifou o despache de todas as bagagens. Também com tarifas que começam em R$ 30,00, a cia aérea cobra o excedente por quilo adicional.

Avianca

Diferente das concorrentes, a Avianca decidiu não cobrar os passageiros que despacham bagagens de até 23 quilos nos vôos domésticos e internacionais.

O excesso de bagagem é cobrado nos vôos nacionais e internacionais também seguindo regras diferentes. Para verificar a lista completa de tarifas nos vôos nacionais, clique aqui!

Já os vôos internacionais terão tarifas de excesso de bagagem conforme abaixo:

Empresas estrangeiras que voam no Brasil

A regra da Anac também passa a valer para as empresas estrangeiras que voam a partir do Brasil. Antes, elas não podiam cobrar taxas para o despacho de malas, mas agora têm autorização para isso.

As novas regras também alteraram detalhes sobre o cancelamento de passagens, a mudança de nomes de passageiros e o cancelamento do voos. Vamos falar sobre isso no próximo post.

Evite dor de cabeça! Fique atento às regras de bagagem da cia aérea que vai operar os seus voos, compartilhe conosco as tarifas praticadas por outras empresas e dê sua opinião sobre essas mudanças.

0 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Rota de volta ao mundo: Começando a organizar

Como fazer a Trans Siberiana

Como chegar a Machu Picchu

Manual completo para viajar de navio de carga

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*