Vamos falar sobre grana X volta ao mundo?!

Data: 6 Março, 2016

Categoria: Aventuras

Taí um tema delicado, né?! Falar sobre dinheiro é sempre meio chato, seja na sua casa, no trabalho ou no meio de uma volta ao mundo. Porém, sabemos que é um assunto que desperta a curiosidade de muita gente que está acompanhando nossa trip.

Há quem diga que “só quem é rico pode fazer uma viagem com 1 ano de duração”. Há também os que pensam que “esses dois vivem numa mordomia tremenda! Só ficam turistando por aí e gastando dinheiro!”

Pois bem. Não é bem assim! O primeiro ponto importante a destacar é que nós não nascemos em berço de ouro, não somos ricos e conquistamos essa trip com o suor de nosso trabalho no Brasil e com os freelas que estamos fazendo durante a viagem.

Quem nos conhece bem, sabe que, nos últimos 10 anos, estivemos dentro de escritórios (ou em home office) trabalhando cerca de 12 horas por dia em São Paulo. Nunca fomos de muitos luxos, não acumulamos dívidas, não tínhamos o carro do ano, os celulares mais modernos e nem frequentávamos os restaurantes mais bacanas de São Paulo. Então, conseguimos fazer um pé de meia, o Wil o dele e eu o meu, em contas separadas. 🙂

Essa reserva de grana, quando investida, foi rendendo de pouquinho em pouquinho enquanto planejávamos nossa trip. Paralelo ao rendimento da grana, começamos a buscar fontes de renda que pudéssemos manter enquanto viajávamos. Como não temos apartamento próprio pra colocar para alugar e garantir um lucro sem esforço, buscamos freelas.

trampo1

O Will consegue desenvolver alguns sites, ecommerces, apps e softwares simples durante a trip, eu consigo desenvolver estratégias e campanhas de Marketing digital, e ambos pegamos freelas de redação. Ou seja, escrevemos posts não só para o nosso blog, como para outros blogs do Brasil. Também estamos correndo atrás de freelas de tradução Inglês – Português. Portanto, se você conhece alguém que precisa desses serviços, nós temos conhecimento e energia para fazê-los! 🙂

Seguindo o objetivo de realizar sonhos, publiquei dois e-books pela Amazon e agora estou lançando uma coleção de livros infantis no Brasil (se quiser saber mais a respeito, clique aqui na página do projeto no Catarse ou aqui para a página no Facebook). É claro que ainda não dá pra viver da grana da venda de livros, mas é um caminho que estou trilhando com muito amor e dedicação.

E além das fontes de renda, estamos sempre focados em economizar! Nosso mochilão é genuinamente low budget e vocês podem perceber, em nossos posts, que buscamos viver intensamente nossa trip, porém buscando alternativas econômicas em todos os países: hostels, trabalhos voluntários em troca de casa e comida, alimentação barata, atrações turísticas gratuitas.

De vez em quando nos damos o direito de um rango ou um museu mais caro, mas na maioria dos casos estamos em busca de oportunidades que caibam no bolso da maioria das “pessoas normais” que sonham em viajar o mundo.

trampo3

Nos longos percursos de trem e ônibus, abrimos nosso netbook e trabalhamos. Em muitas noites nos hostels, pesquisamos incansavelmente oportunidades de freelas, atrações turísticas gratuitas, opções baratas de locomoção, cidades menos caras, cotação do dólar e do euro.

Não usamos cartão de crédito, pra não pagar os altos impostos brasileiros, priorizamos os gastos no Visa Travel e se precisamos de dinheiro vivo, não sacamos de pouco em pouco para não pagar taxas no cartão. Também usamos a cozinha dos hostels pra preparar vários de nossos rangos.

trampo2

Enfim, meus queridos leitores, vivemos ao pé da letra o nome desse blog: Trabalhamos nossos sonhos! Corremos atrás, fazemos acontecer. E decidimos escrever esse post para lembrar a você, que também sonha em viajar o mundo, que é possível SIM! Não será uma vida luxuosa, caso você não seja rico, mas será divertido, riquíssimo em conhecimento, delicioso e inesquecível!!

E depois de viver intensamente a volta ao mundo e investir o dinheiro necessário, você terá vivido tantas coisas incríveis, acumulado incontáveis experiências que, certamente, valerão cada centavo e ninguém nunca poderá tirar de você! 😉

2 comentários

Compartilhe!
Compartilhar no Facebook! Tweetar! Compartilhar no Google+ Compartilhar no LinkedIn Enviar por email
Palavras:

Você vai gostar de ler:

Quanto custa morar em um barco

Guloseimas para comer na fogueira

Como morar em um trailer

Itália e Croácia – Trechos de trem, ônibus e muitas dicas

2 comentários
  1. Danilo Responder
    14 de Março de 2016

    Boa tarde,

    Me tirem uma duvida.. qual sites vocês usam para achar hostels e freelas? Vocês poderiam criar um post só para ensinar os aspirantes essas coisinhas… porque o que mais assusta em trips assim é arrumar lugar para ficar e conseguir freelas somente para sobreviver… fica uma boa deixa ai para uma matéria bem bacana =)
    Abraço e boa sorte… estou sempre acompanhando!

    1. Fefa Trindade Responder
      16 de Março de 2016

      Oi Danilo! Obrigada pelo comentário!
      Temos tratado do assunto em alguns posts, mas sempre é bom reforçar! Vamos preparar mais um com dicas para encontrar bons lugares para ficar e freelas para levantar uma graninha! 😉
      Quanto aos hostels, usamos principalmente o Booking.com e estamos sempre atentos às avaliações que os outros viajantes fazem sobre os locais… elas são valiosíssimas! Outro bom site para encontrar hostels é o Hostelworld.com, mas nós preferimos o Booking.
      Outro caminho super interessante é se cadastrar no Worldpackers.com e buscar oportunidades de trocar trabalho dentro de hostels por hospedagem e alimentação! Assim vc economiza uma bela grana e conhece gente do mundo todo. Há hostels do mundo todo lá e, normalmente, eles só aceitam quem fique pelo menos 4 semanas trabalhando com eles. 😉
      Quanto aos freelas, você pode buscar no Workana.com, que é uma rede social que liga oportunidades de trabalho a profissionais freelancers. Também gostamos bastante do site adorohomeoffice, mas o mais efetivo são os contatos feitos antes de iniciarmos a trip!
      Espero ter te ajudado um pouco e vamos torcer pra que realize seus sonhos!
      Volte sempre! Abraços!

Participe! Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*